Usinas Termonordeste e Termoparaíba, recuperam o índice de disponibilidade contratual

Sabemos que as usinas Termelétricas são fundamentais para garantir o fornecimento de energia para o País, e hoje comunicamos um fato e uma notícia muito importante, que traz alegria e um sentimento de vitória e dever cumprido para Epasa.

HISTÓRICO DO FATO


Após um chamamento do ONS - Operador Nacional do Sistema Elétrico, para um despacho intensivo das UTEs do Nordeste no final de 2012, as Usinas Termonordeste e Termoparaíba, sofreram um sério impacto nos seus índices de disponibilidade.

Motivada por diversos fatores, esse impacto resultou em uma queda de 12,1% na disponibilidade nominal das Usinas, considerando a média móvel de 60 meses.

A Epasa, com seu excelente time de colaboradores, e destacando também o apoio fundamental do Conselho de Administração da empresa, começou no ano de 2014 uma verdadeira batalha em busca de recuperarmos o índice de disponibilidade contratual.

Ações de melhorias, evolvendo os mais diversos setores da Usina, começaram a ser planejadas e executadas a fim de alcançar esse êxito. No fim desta matéria, é possível conferir os setores envolvidos e as ações realizadas no período.

VITÓRIA DA EPASA.


As usinas Termoparaíba e Termonordeste, considerando a média entre as duas, a partir do dia 01/07/2020 as 00h, com o fechamento da disponibilidade do mês de junho, ultrapassaram juntas a marca de 96% de disponibilidade.

Em função da contabilização do ID ser baseado numa média móvel de 5 anos, a recuperação plena ocorreu agora.



DEPOIMENTOS

Roosevelt Cristiano, Coordenador de Operações, e que está na Epasa desde a entrada em operação comercial, sempre acreditou nessa recuperação e esperou ansioso por este momento.

“O sentimento nesse momento é de vitória. Em cada fechamento de mês, acompanhando diariamente a nossa disponibilidade, acreditei na recuperação. O momento é de parabenizar a todos os colaboradores que deram o seu melhor para que isso fosse possível, e em especial, a cada integrante da equipe de operação que sempre esteve na linha de frente dessa batalha. Parabéns a todos!” Declarou Roosevelt que é colaborador da Epasa desde 21/09/2010.



Fazendo parte da Epasa também desde o dia 21/09/2010, Rodrigo Almeida, Especialista de Usina Termelétrica, tem suas lutas e profissionalismo nessa conquista.


“Era dia 31 de dezembro de 2012, estava eu na EPASA vivendo um dos períodos mais difíceis de sua história - a indisponibilidade das usinas. As máquinas disponíveis não alcançavam o despacho programado. Muitos equipamentos não operavam como deviam.

A tristeza e preocupação estavam estampados nos olhos de todos ao

meu redor. Precisávamos nos esforçar, intensificar as forças físicas e intelectuais para poder tirar a Epasa daquele momento difícil.

Aprendemos. Hoje, agosto de 2020, sinto-me grato, agraciado, lisonjeado e, sobretudo, feliz. Conseguimos! Estamos em sua totalidade disponíveis para gerar energia. Sinto orgulho em fazer parte desta história. Obrigado, Epasa!”





Renan Oliveira, Técnico de Operação II, e que atualmente está no turno da noite, é um outro colaborador que expressou o seu sentimento de satisfação em acompanhar de perto cada crescimento em busca desta recuperação.


Renan afirma que a recuperação de disponibilidade das usinas é o resultado de quando se trabalha em equipe com bastante trabalho, seriedade, comprometimento e dedicação.


“Ao longo de quase uma década, nos transformamos continuamente, enfrentamos altos e baixos momentos que nos fizeram amadurecer e extrair as melhores soluções e resultados. Evoluímos não só tecnicamente, mas principalmente na gestão de pessoas.

É uma satisfação e gratidão fazer parte desta família e estar participando dessa transformação. Parabéns para cada um de nós, que o empenho de todos continue nos trazendo bons resultados.” Declarou Renan, na Epasa desde 21/09/2010.


Edilberto Gois Pereira Chagas, Técnico de Manutenção Elétrica e Instrumentação, ou Sr. Góis, como é popularmente conhecido, hoje é o nosso colaborador com mais tempo de empresa. Na Epasa desde 08/06/2010, ele também é e foi essencial para conseguirmos esta recuperação.


“O sentimento que invade o meu coração neste momento com essa notícia é de pura gratidão.

Sou grato pelo esforço de cada Colaborador, pelo empenho, pela vontade de querer ver a Epasa no lugar onde merecidamente é dela.

Faço parte da Epasa a 10 anos, com muito orgulho. Atravessamos ao longo desses anos várias situações muito difíceis, mas com muita força de vontade, engajamento, responsabilidade e trabalho em equipe, conseguimos vencer todas as batalhas, e agora vencemos mais uma.

Participar desse elenco maravilhoso de pessoas que tem como lema: crescimento e desenvolvimento, que para mim é extremamente extraordinário.

Os meus agradecimentos a Presidência, Diretoria, Gerência e Coordenação, pela credibilidade e confiabilidade depositada no grupo técnico que temos, e dizer que estaremos sempre prontos para qualquer desafio em defesa da visão, missão e valores da nossa organização.” Finalizou o Sr. Góis.



Para Marcelo Agra, Gerente de Planta, essa vitória traz um sentimento de dever cumprindo e de fechamento de um ciclo na Epasa.


“Por traz desse número tem o trabalho de muitas pessoas que estão na Epasa e que também já passaram por essa empresa, todas conduzidas por decisões assertivas tomadas pela gestão da Organização.” Pontuou Marcelo.

Franklin de Araújo Neto, Diretor de Operações, também expressou o seu contentamento e satisfação em perceber que todo o esforço valeu a pena, para que hoje pudéssemos celebrar esta vitória.


“Essa vitória traz uma satisfação e alegria muito grande para nós, porque isso foi conseguido com muito trabalho, dedicação, investimento, planeamento e um comprometimento muito grande dos colaboradores.

Agradeço de forma indistinta a todo o time da Epasa. Todas as áreas envolvidas durante todos estes anos, em busca de recuperarmos o nosso índice de disponibilidade, engradecendo o nome da Epasa no cenário regional e nacional de geração de energia.

Muito obrigado a todos!”


José Ferreira Abdal Neto, Diretor Presidente da Epasa, parabeniza o esforço e comprometimento de todos que, direta ou indiretamente, contribuíram para chegar onde chegamos.


“No mundo da geração de energia elétrica, muitos são os indicadores que refletem a performance de uma usina. Porém, o mais importante, o mais cobiçado, o mais visto e medido pelo público externo (Poder Concedente, ONS, Acionistas, concorrentes etc.) é a Disponibilidade de suas instalações. Está métrica reflete todo esforço técnico e financeiro do seu time.

Claro que tem que haver um equilíbrio entre esse índice e o que se investe para obtê-lo. E a Epasa soube muito bem conseguir essa harmonia e agora estamos com a sensação de dever cumprido.

Em 2014, quando escrevíamos nossa Missão, Visão e Valores, no meio do caos que estávamos, nos comprometemos em ser a melhor usina termelétrica a óleo do Brasil.

Aí está, hoje somos a melhor, com o time praticamente o mesmo de 2014, obtendo os melhores indicadores da área de energia.

Orgulho de pertencer, sentimento de guerra ganha e acreditando cada vez mais.

Parabéns a todos! Aos da linha de frente, O&M, que tiveram e têm coragem nas adversidades, a todo pessoal da importante retaguarda, que são Almoxarifado, Logística, Financeiro, Recursos Humanos e toda a Infraestrutura.

Há de se enaltecer a Diretoria, sempre responsavelmente alinhada nas horas difíceis.

Meus sinceros agradecimentos a todos, sem exceção.

Forte abraço em cada um!”


É importante destacar que esta recuperação foi reconhecida inclusive pela ANEEL, que recentemente publicou o ranking do desempenho das geradoras térmicas, onde a EPASA figura com destaque.

Em termos simples, essa conquista simboliza um trabalho muito bem planejado e estruturado por parte dos profissionais que fazem parte da Epasa, com uma equipe técnica altamente motivada e gerando resultados superiores aos esperados.

Abaixo é possível conferir as áreas envolvidas e as principais ações que foram realizadas para conquistarmos essa recuperação.


Áreas:

RH;

Financeiro;

Suprimentos;

Engenharia;

Operação e Manutenção.

Ações implementadas para recuperar os índices de disponibilidade da planta desde 2013:

· Investimentos em treinamentos técnicos e estruturação da política de RH.

· Melhorias nos processos administrativos e financeiros (agilidade nas compras).

· Recomissionamento de todos os sistemas mecânicos, elétricos, instrumentação e automação.

· Melhorias nos sistemas auxiliares: instalação dos “dampers”; ampliação dos sistemas de baixa e alta pressão de ar comprimido; ampliação dos sistemas de tratamento de óleo combustível e lubrificante; instalação do sistema de recuperação de óleo lubrificante; ampliação do sistema de geração de vapor; “upgrade” do sistema de tratamento de borra, “upgrade” do sistema de tratamento da água industrial e ampliação do sistema de captação de água.

· Implantação de um sistema de gerenciamento da operação e manutenção (InforEAM).

· Criação de um sistema de gestão baseado em indicadores de performance para gestão das áreas de operação, manutenção mecânica, manutenção elétrica e engenharia.

· Implantação de um sistema de gerenciamento da planta (Enterprise Plant Management - EPM).

· “Retrofit” de todo sistema de controle da planta (Elipse Power) e ampliação da automação industrial.

· Revisão de todo sistema de proteção elétrica de alta, média e baixa tensões.

· Criação do almoxarifado estratégico, com as peças de reposição para os equipamentos críticos.

· Estruturação das equipes de operação, manutenção mecânica, manutenção elétrica e de engenharia, com a contratação de profissionais dos níveis técnico e superior, priorizando a contratação da mão de obra local.

· Criação de rotinas de Inspeção e operação dos ativos (Operação), implementação das inspeções e manutenções preventivas (Mecânica e Elétrica).

236 visualizações