Inauguração da Estação PBGÁS na EPASA

Atualizado: 21 de Fev de 2019


José Ferreira Abdal Neto (Juca, Presidente da Epasa), João Azevedo (Governador da Paraíba), Franklin Araújo Neto (Diretor de Operações da Epasa) e Tatiana Domiciano (Diretora Presidente da PBGás)

A Epasa tem como um dos seus valores o Respeito à vida, às pessoas e ao meio ambiente, e a parceria realizada com a PBGás e o Governo do Estado da Paraíba, com a ligação do abastecimento de gás natural, demonstrou isso na usina durante o evento.


Na ocasião recebemos a visita do Excelentíssimo Senhor Governador do Estado da Paraíba, João Azevedo, acompanhado da Vice-Governadora Lígia Feliciano, dos diretores da PBGás, e de Secretários de Estado que conheceram as instalações e a sala de controle da Epasa, que passa a utilizar o gás natural em uma de suas caldeiras.


Governador da Paraíba, João Azevedo, conhecendo as instalações da Epasa.

O Governador João Azevedo destacou a importância dessa parceria ressaltando que as termoelétricas são importantes como energia complementar a hidroelétrica, solar e eólica e que existe uma total necessidade que ela continue funcionando e que possa, com o gás natural, melhorar o seu processo produtivo, reduzindo a emissão de poluentes e fortalecendo a matriz energética do Estado.


O presidente da Epasa, José Ferreira Abdal Neto (Juca), afirmou que a ligação do gás natural é um momento importante para a usina, já que com a conversão dos motores e caldeiras à gás, a emissão de gases poluentes sofrerá uma redução de cerca de 80%. “Nesta primeira etapa, o uso do gás natural na geração de vapor das caldeiras já traz vantagens como a redução dos caminhões para o abastecimento do óleo, propiciando um ambiente mais limpo e seguro”, explicou.


O Presidente também agradeceu a presença de todos que se encontravam nas instalações da usina e ainda afirmou que já foi iniciado um projeto de pesquisa para a conversão de óleo para gás de um dos motores, e a expectativa é que no segundo semestre aconteça a ligação e a EPASA se torne um dos grandes clientes da PBGás. Juca concluiu que no processo produtivo espera-se uma redução entre 17% e 20% do custo em relação ao óleo diesel e isso é algo muito relevante.


As assinaturas entre o Presidente da Epasa e o Governador do Estado aconteceu na sala de reunião, no prédio administrativo da usina.